Autor: Matheus Antaki Omari Cruz

Título: Organização do acesso odontológico em tempos de pandemia nas unidades do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família no município de Campo Grande – MS. 2022.

ANTAKI, M. O. C. Organização do acesso odontológico em tempos de pandemia nas unidades do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família no município de Campo Grande – MS. 2022. 55 páginas. Trabalho de Conclusão de Residência – Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família SESAU/FIOCRUZ. Campo Grande/MS, 2022.

A pandemia de Covid-19 culminou em repercussões epidemiológicas, sociais, econômicas e políticas no cenário mundial e exigiu a organização imediata dos modelos de atenção à saúde. A APS no âmbito do SUS assume o protagonismo do cuidado aos pacientes sintomáticos respiratórios necessitando de uma rápida reorganização das práticas em saúde deste nível de atenção com vistas ao enfrentamento da pandemia. Neste contexto, as eSB organizaram o acesso à saúde bucal, pautadas no cenário epidemiológico local, assumindo também as diversas ações das equipes de resposta rápida das unidades de APS. O presente estudo foi realizado a partir da análise dos relatórios odontológicos do prontuário e-SUS do período de março de 2020 a março de 2021 das eSB das 6 unidades do LABINOVAAPS, no qual atuam os residentes de odontologia do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família do município de Campo Grande – MS. Os resultados apontam para a intensificação dos atendimentos de urgência em saúde bucal, com predomínio de ações curativas/mutiladoras, a redução das atividades de promoção e prevenção da saúde e comprometimento do acesso aos grupos prioritários, como gestantes. Reforça-se, portanto, a relevância da discussão do acesso à saúde bucal no período pandêmico e dos consequentes desafios decorrentes que tange aos principais agravos à saúde bucal.

Palavras-chave: Acesso. Covid-19. Saúde Bucal. Atenção Primária à Saúde. Residência Multiprofissional.