Autor: Vinícius Dutra Teixeira Maciel

Título: Guia de tratamento diretamente observado (TDO) na melhoria da adesão ao tratamento para turberculose.

A tuberculose (TB) é uma doença de notificação compulsória, infectocontagiosa que tem como agente etiológico o Mycobacterium tuberculosis, também conhecido como Bacilo de Koch, nome este dado em homenagem ao descobridor, Robert Koch.

A tuberculose (TB) é uma doença de notificação compulsória, infectocontagiosa que tem como agente etiológico o Mycobacterium tuberculosis, também conhecido como Bacilo de Koch, nome este dado em homenagem ao descobridor, Robert Koch. De acordo com o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), no ano de 2020 foram notificados no Sistema de Agravos de Notificações (Sinan), 4.072 novos casos de tuberculose na região centro-oeste do Brasil, sendo 1305 novos casos de tuberculose no estado do Mato Grosso do Sul. Ainda hoje o tratamento padrão para tuberculose não tem efetividade completa por inúmeras dificuldades, como duração longa da terapia farmacológica, pacientes e contatos desinformados, efeitos adversos e vínculo fraco entre paciente-profissional. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi desenvolver um guia de tratamento diretamente observado (TDO) propiciando amparar o profissional farmacêutico no cuidado ao paciente em tratamento de tuberculose, para contribuir com a adesão ao tratamento. O presente trabalho é um estudo de intervenção que teve como proposta fortalecer o cuidado farmacêutico ao paciente em tratamento para tuberculose com ênfase na prática do Tratamento Diretamente Observado (TDO). O projeto foi realizado na Unidade de Saúde da Família Dr. Hélio Martins Coelho – Jardim Batistão, no município de Campo Grande, pertencente ao distrito sanitário Lagoa, Mato Grosso do Sul, durante os anos de 2020 e 2021. O Guia de Tratamento Diretamente Observado (TDO) para Tuberculose: Cuidados Farmacêuticos, fundamentou-se a partir da leitura e avaliação dos manuais e protocolos de controle de tuberculose disponibilizados pelo MS. Optou-se para criação de um guia para facilitar o trabalho dos farmacêuticos e da equipe multiprofissional, devido a grande extensão destes manuais e protocolos, dificultando o manuseio pelos profissionais de saúde. A participação do farmacêutico no tratamento da tuberculose é de suma importância para a diminuição das taxas de abandono, em virtude de o profissional estar envolvido na dispensação da terapia farmacológica e ter o conhecimento sobre medicamentos, reações adversas e possíveis interações medicamentosas.

Palavras-chave: TDO. Tuberculose. Guia. Farmacêutico. Multiprofissional.